Como Imigrar Para o Canadá?

como imigrar para o canadá
Compartilhe

Guia básico sobre imigrar para o Canadá

Em busca de uma melhor qualidade de vida, muitos brasileiros têm escolhido imigrar para o Canadá, especialmente nos últimos anos. Não é à toa que o país normalmente é considerado como um dos melhores países para se viver em diversos rankings.

Um exemplo disso é a pesquisa anual da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), onde o Canadá aparece como o 4ª melhor país para se viver com índices acima da média em diferentes quesitos como bem-estar, segurança, saúde, meio ambiente, empregabilidade, entre outros.

Tudo isso tem atraído cada vez mais diversas nacionalidades ao país, incluindo os brasileiros. Segundo o Consulado Geral do Canadá no Brasil, houve um aumento de 88% na emissão de vistos de residência permanente do Canadá para brasileiros de 2017 a 2018, totalizando quase 4 mil vistos permanentes no último ano.

Há, ainda, muitas pessoas que escolhem o Canadá para aprimorar ou aprender inglês ou francês, já que são os dois idiomas nativos no país. No entanto, é importante ressaltar que o inglês é o idioma mais falado no Canadá – na maior parte das 10 províncias e dos 3 territórios. O francês é a língua nativa predominante somente na província de Quebec, além de ser secundária em New Brunswick (única província bilíngue no país).

canada imigração

Mapa do Canadá: as províncias e suas capitais

Confira neste guia mais detalhes sobre o país, as formas de residência, quando a tradução juramentada é exigida(Saiba mais), como obter cidadania canadense, entre outras informações acerca do assunto .

 

Quais as profissões mais requisitadas no Canadá?

Depende da província, pois cada uma tem demandas diferentes de profissionais. Inclusive, é por isso que muitas delas têm programas provinciais de imigração que priorizam determinados profissionais demandados por elas.

Por isso, caso deseje trabalhar no Canadá, é interessante entrar no site de cada província para verificar esses programas e quais são os profissionais em demanda. Também é indicado procurar em sites de emprego canadenses quais são as profissões que mais acumulam empregos e em quais províncias eles estão disponíveis; um exemplo é o Indeed.ca.

No geral, entretanto, há pesquisas que mostram que determinadas profissões estão em demanda no Canadá como um todo. Uma delas é a anual da Randstad – multinacional de consultoria de recursos humanos -, que em sua página de “Top 15 jobs in Canada in 2019” faz o ranking das 15 profissões mais requeridas no Canadá em 2019; que são:

  • Representante de vendas (vendedores)
  • Assistente administrativo
  • Motorista profissional (de todos os tipos)
  • Desenvolvedor ou programador (ou seja, profissionais da área de tecnologia da informação, para diversos tipos de empresas do setor)
  • Recepcionista
  • Caixa
  • Trabalhadores manuais (como ajudante de limpeza, da construção civil, eletricista, entre outros)
  • Gerente de projetos (de diferentes ramos, como em TI e marketing)
  • Gerente de contas
  • Soldador
  • Contador
  • Enfermeira(o)
  • Engenheiro(a) elétrico(a)
  • Gerente de Recursos Humanos (RH)
  • Merchandiser (responsável pela operação e exposição de mercadorias no comércio)

Se a sua profissão está nessa lista ou em suas pesquisas, é preciso verificar se ela é regulamentada no Canadá. Isso quer dizer que, para exercê-la no país, é preciso passar por um processo ou de validação de diploma (para atender exigências de associações da profissão no país ou em uma província), ou certificação – dependendo da profissão.

No caso da enfermagem, por exemplo, é preciso passar pela validação do diploma por meio de associação da profissão na província desejada. Alguns casos, ainda, requerem que o profissional curse mais disciplinas para alcançar a exigência do órgão regulamentador.

Qual o valor do salário mínimo no Canadá?

Novamente, depende da província, pois cada uma delas tem um determinado salário mínimo. No site da organização Retail Council of Canada há esta página que lista os salários mínimos por província.

É importante ressaltar que o salário mínimo no Canadá é calculado por hora e não mês, como no Brasil.

Até outubro de 2019, são eles (por hora):

  • Alberta: $15.00
  • British Columbia: $13.85
  • Manitoba: $11.65
  • New Brunswick: $11.50
  • Newfoundland & Labrador: $11.40
  • Northwest Territories (territórios do noroeste): $13.46
  • Nova Scotia: $11.55
  • Nunavut: $13.00
  • Ontario: $14.00
  • Prince Edward Island: $12.25
  • Quebec: $12.50
  • Saskatchewan: $11.32
  • Yukon: $12.71

Uma questão que você pode estar se perguntando agora é: como funciona para imigrar para o Canadá? É sobre isso que você poderá conferir neste guia a partir de agora.

Como imigrar para o Canadá?

Há muitas formas de imigrar para o Canadá, sendo, portanto, indicada a contratação de uma consultoria de imigração credenciada pelo governo canadense para quem deseja avaliar as possibilidades de imigração e por quais meios fazer isso.

No entanto, podemos resumir a imigração ao Canadá em diferentes categorias: refugiados, família (“family sponsorship”, para reunir imigrantes aos seus familiares no país) e classe econômica.

A classe econômica é a mais procurada, onde os candidatos à imigração são selecionados de acordo com diversos fatores como: idade, formação acadêmica e/ou profissão, idioma (inglês e/ou francês), etc.

Esse tipo de imigração pode ser feito diretamente com a província escolhida ou via processo federal – o qual pode abranger, também, programas de imigração provinciais. O processo federal de imigração no Canadá é feito por meio do sistema online chamado de Express Entry.

É importante salientar que a imigração para a província de Quebec deve ser feita de outras formas, detalhadas no site da província. Ou seja, o Express Entry não é para quem deseja imigrar para essa província, especificamente. Todas as outras províncias podem ser o destino para quem entra no sistema federal de imigração.

canada imigracao

A cidade de Montreal, em Quebec, província com sistema imigratório à parte do federal e onde se fala majoritariamente francês.

(Foto: Céline Chamiot-Poncet)

Express Entry: o sistema de imigração federal do Canadá

O Express Entry (EE) é o sistema online do governo canadense que abrange três programas de imigração federal, os quais abordam diferentes tipos de perfis de candidatos: Federal Skilled Worker Program, Federal Skilled Trades Program e Canadian Experience Class.

canada como morar

Toronto (Ontario) durante o inverno, com o “streetcar” (bonde) em destaque.

(Foto: Andre Furtado)

De forma geral, o Express Entry foi desenvolvido para reunir os perfis de candidatos à imigração que estão dentro dos critérios de elegibilidade de um dos três programas. Caso o candidato seja elegível a um deles, o perfil totaliza uma pontuação baseada em fatores como: idade, proficiência de inglês e/ou francês, formação e/ou experiência de trabalho, entre outros.

A seleção de candidatos por meio do Express Entry se dá por meio de rodadas de convites feitos a partir de notas de corte, sendo a mais recente divulgada nesta página.

Cada corte (ou draw) é feito, geralmente, a cada duas semanas, às quartas-feiras, e possui um número estabelecido de convites para imigrar, ou Invitation to Apply (ITA). Considerando o número de convites da rodada, o corte é realizado de forma decrescente – ou seja, a partir dos perfis de candidatos com mais pontos.

Caso o número de candidatos com a pontuação chamada seja maior que o número de ITAs, o critério de desempate é feito pela idade do perfil; ou seja, os candidatos selecionados serão os que têm os perfis mais antigos no sistema.

A maioria das rodadas de convites envolve todos os programas enquadrados no sistema do EE, sendo algumas delas específicas para o programa Federal Skilled Trades, no qual os perfis normalmente somam as menores pontuações.

Para saber se você é elegível para algum dos programas, é preciso responder a um questionário no site do governo canadense, disponível neste link.

NOC e CLB : o que são esses termos?

Antes de entender as definições de cada programa do Express Entry, é preciso antes compreender o que é NOC e CLB – termos usados frequentemente dentro dos critérios de elegibilidade dos programas:

  • National Occupational Classification (NOC): É o sistema que define diferentes categorias de trabalho para fins imigratórios do Canadá. Você pode conferir os detalhes neste link do site do governo canadense. Existem os NOCs 0 (zero), A, B, C e D – sendo, por exemplo, o NOC 0 composto por gerentes e líderes de diversas profissões, e o D por profissionais de trabalhos manuais que não precisam de um diploma ou certificado para atuarem (como ajudantes de limpeza ou da construção civil).
  • Canadian Language Benchmarks (CLB): O sistema canadense que classifica níveis de proficiência em inglês ou francês, de 1 a 12, em quatro diferentes habilidades dos exames: speaking (conversação), listening (compreensão auditiva), reading (leitura) e writing (escrita). Essa proficiência deve ser comprovada por meio de exames específicos, como o IELTS (International English Language Testing System) do módulo General, e o TEF (Test d’Evaluation de Français). Os níveis exatos e mais detalhes podem ser conferidos nesta página do site do governo canadense.

Federal Skilled Worker Program

No geral, este programa é destinado a candidatos que possuem ensino superior e que atendem a tais requerimentos mínimos, basicamente:

  • Mais de 67 pontos no Express Entry.
  • Formação de nível superior (acadêmico ou especializado, como os profissionalizantes do Brasil).
  • Mais de um ano de experiência de trabalho contínuo (ao menos 1.560 horas no total), dentro dos últimos 10 anos, em uma das categorias de trabalho aceitas – NOCs 0 (zero), A ou B.
  • Proficiência em inglês ou francês igual ou acima do CLB 7.

Para saber os detalhes dos requisitos do Federal Skilled Worker Program, confira na página do programa no site do governo canadense.

Federal Skilled Trades Program

Este programa abrange candidatos com experiência de trabalho em determinadas profissões que não necessariamente requerem nível superior ou diploma e que atendem, basicamente, a tais requisitos mínimos:

  • Ter ao menos 2 anos de experiência de trabalho contínuo (ao menos 3.120 horas no total), dentro dos últimos 5 anos, em uma profissão de determinados grupos do NOC B – como cozinheiros e eletricistas, por exemplo.
  • Proficiência em inglês ou francês igual ou acima de CLB 5 para listening (compreensão auditiva) e speaking (fala), e igual ou acima de CLB 4 para reading (leitura) e writing (escrita).
  • Possuir uma oferta de trabalho integral de um empregador do Canadá, por pelo menos 1 ano de duração; ou
  • Ter certificação canadense ou provincial (dependendo do caso) na profissão do NOC requerido.

Opcionalmente, o candidato nesse programa pode ter um diploma, mas ele não é obrigatório. Quaisquer certificados ou diplomas nessa categoria de imigração apenas somam pontos para o perfil do candidato.

Para saber mais detalhes do programa, confira na página referente a ele no site do governo canadense.

Canadian Experience Class

Resumidamente, esse programa atinge candidatos que obtiveram experiência de trabalho no Canadá. Os requerimentos mínimos, basicamente, são:

  • Mais de um ano de experiência de trabalho legal contínuo no Canadá (ao menos 1.560 horas no total), dentro dos últimos 3 anos, em uma ou mais categorias de trabalho aceitas – NOCs 0 (zero), A ou B.
  • Proficiência em inglês ou francês igual ou acima de CLB 5 no caso de profissões do NOC B, e igual ou acima de CLB 7 no caso dos NOCs 0 (zero) ou A.

Opcionalmente, o candidato pode somar mais pontos após obter uma certificação canadense de ensino médio (high school) ou de ensino superior, incluindo os cursos similares aos profissionalizantes do Brasil, conhecidos como college.

College no Canadá para depois imigrar

Há muitas pessoas que optam por fazer college no Canadá para fins de imigração, por meio do Canadian Experience Class, no caso de não se enquadrarem nos outros dois programas federais ou nos provinciais.

Dependendo do tipo de curso e da instituição, o estudante pode obter não só o certificado canadense que soma pontos no programa, mas também a requerida experiência de trabalho canadense especificada anteriormente.

Depois dos estudos em determinadas instituições e tipos de cursos, é possível obter um visto específico para trabalho após a obtenção do certificado canadense, que tem duração a depender da duração do curso feito, chamado de Post-graduation Work Permit (PGWP).

Por exemplo, quem estuda de oito meses a um ano no Canadá, tem direito a obter o mesmo período de tempo de PGWP. Enquanto quem estuda por dois anos ou mais, de forma contínua, pode obter um PGWP de até 3 anos. Assim, o “ex-estudante” pode trabalhar legalmente no Canadá em NOCs 0, A ou B, podendo, então, ser um candidato do Canadian Experience Class.

Vale ressaltar que o PGWP é válido apenas quando a instituição, além de ser listada como uma das Designated Learning Institutions (DLI) pelo governo canadense, permite o PGWP. Essa pesquisa pode ser feita nesta página, filtrando pela província.

Quem vai com cônjuge (ou em relação estável), é possível obter o visto de trabalho para o(a) parceiro(a) enquanto o de estudos é válido. Nesse caso, o(a) cônjuge pode se candidatar à imigração após obter a experiência canadense mínima nos NOCs 0, A ou B, enquanto a outra pessoa estuda.

Ambos do casal podem somar pontos no perfil do Express Entry por experiência canadense, pelo Canadian Experience Class. Entretanto, apenas o aplicante principal pode somar pontos pelo certificado canadense.

Além disso, durante esse período, os estudantes e seus cônjuges convivem com o idioma nativo no Canadá e, consequentemente, melhoram seus níveis de proficiência. Com isso, garantem ainda mais alguns pontos e até combos que o sistema do Express Entry concede quando o candidato tem ensino superior, certificado canadense, um bom CLB no idioma, etc.

Comprovação financeira para o Express Entry

Além de todos os requerimentos de cada programa, é preciso atentar-se ao valor mínimo exigido pelo governo canadense (confira na página de proof of funds). Essa “prova de fundos” só não é requerida para o Canadian Experience Class. O valor depende do número de membros da família que irá para o Canadá.

É altamente recomendável que você já tenha o valor mínimo exigido em conta antes de entrar no pool, pois pode receber o ITA a qualquer momento a partir disso. Caso receba o ITA, deverá comprovar o valor informado no seu perfil, que deve ser acima do mínimo requerido.

Como criar perfil no Express Entry?

Para criar e começar a preencher seu perfil no Express Entry, é preciso ir na página do governo canadense neste link. Após clicar no botão “Register”, você deve seguir os passos e informar o que for preciso para a criação de conta como usuário (username), senha (password), perguntas secretas (secret questions), entre outros.

Depois de criar o cadastro, você poderá preencher os formulários que fazem parte da sua entrada no chamado “pool” (traduzindo literalmente como “piscina”) de candidatos do Express Entry. Inclusive, você pode utilizar o código do formulário de elegibilidade (mencionado anteriormente) para adiantar o processo de preenchimento.

Você pode salvar cada módulo de preenchimento do perfil e editar depois. Só se submete o perfil no pool do EE após todos os campos necessários estiverem preenchidos. Depois do envio do perfil ao sistema do EE ainda é possível editá-lo, mas somente antes de receber o ITA.

Seja verdadeiro! Você terá que comprovar tudo o que preencher caso receba o ITA (Invitation to Apply), e, se informar no cadastro algo mentiroso e não conseguir comprovar depois, você provavelmente terá sua aplicação negada.

Caso haja uma mentira ou um documento falso, por exemplo, o oficial de imigração pode considerar como “misrepresentation” – uma fraude, portanto, crime, conforme explica este link. Isso ocasiona em visto negado e pode gerar graves consequências, como a proibição de novas aplicações de visto ou residência permanente por 5 anos, por exemplo.

Isso também vale para os dados que, mesmo sendo verídicos, não conseguirá comprovar. Um exemplo é a comprovação de experiência de trabalho. Caso não consiga comprovar vínculo com empresas onde informar que trabalhou, o visto também provavelmente será negado e, dependendo do caso, pode gerar misrepresentation.

Aplicar para a imigrar via Express Entry: documentos necessários

Antes e depois que o candidato entrar no chamado pool do Express Entry ou outro programa de imigração canadense, é preciso já correr atrás de documentações que irão atestar tudo o que ele declarou em seu perfil no sistema. Confira abaixo.

Antes da entrada no pool do Express Entry:

  • Certificado do exame de proficiência (aplicante principal e cônjuge): é necessário um número que consta nele para preencher o perfil no sistema.
  • Equivalência dos diplomas (aplicante principal e cônjuge): conhecida como Evaluations for Immigration (ECA), o qual é feito por algumas instituições, sendo as mais conhecidas o WES e o IQAS (mais usado para quem tem mestrado, por exemplo).
  • Cartas dos empregadores (opcional) do aplicante principal: as cartas dos empregadores você só envia após o ITA, após o perfil já ter sido criado. No entanto, é recomendável que isso seja conseguido ainda antes de preencher o perfil, pois há casos em que não é possível a obtenção dessa carta ou mesmo de comprovar o vínculo financeiro com o empregador para o governo canadense. Caso você preencha o perfil incluindo o empregador e não consiga comprovar essa experiência com os documentos necessários após receber o ITA, você poderá ter seu processo negado.

Documentos necessários após o ITA (Invitation to Apply)

Além dos documentos citados anteriormente, após o convite para imigrar é preciso obter o restante dos documentos, que são:

  • Certidões de nascimento de todos os aplicantes, principal e cônjuge (caso sua certidão original esteja retida em cartório, peça outra – há uma taxa e demora um pouco para receber, então, faça isso com antecedência).
  • Certidão de casamento (se for o caso).
  • Extratos bancários dos últimos 6 meses.
  • Carta do gerente do banco.
  • Documentos de antecedentes criminais de todos os aplicantes, emitidos pela polícia federal (tem validade curta, portanto, a solicite e traduza só após o ITA).
  • Imposto de renda ou holerites fornecidos pelos empregadores incluídos.
  • Entre outros que o agente de imigração pode requerer após o ITA.

Todos os documentos requeridos, dependendo do caso, estão detalhados nesta página do site do governo canadense.

Caso seja ou tenha sido autônomo, talvez seja preciso também de:

  • Contratos com clientes ou empresas para quem trabalhou.
  • Notas fiscais aos clientes (os que informar no seu formulário do Express Entry).
  • Registro da empresa ou contrato entre sócios da sua empresa.
  • Certidão negativa da sua empresa (para comprovar que não há dívidas com o governo).
  • Entre outros que o agente de imigração solicitar.

Tradução juramentada: documentos a traduzir para imigrar para o Canadá

Antes de tudo, é importante saber que todo documento que não estiver originalmente em inglês ou francês (idiomas aceitos, já que são os oficiais no país), requer tradução juramentada para qualquer processo de imigração do Canadá(Saiba mais sobre). A tradução simples, portanto, não é válida.

A tradução juramentada é necessária já antes da obtenção de alguns documentos pré Express Entry. Esse é o caso dos diplomas e históricos escolares(confira), para envio à instituição que fará a equivalência (ECA), a qual também apenas aceita tradução juramentada.

Caso você prefira conseguir as cartas dos empregadores antes da criação do perfil, pode ser que você também precise traduzi-las – no caso de o responsável pela carta não puder escrevê-la em inglês ou francês. Essa tradução você só enviará após o ITA, mas caso já tenha os documentos em mãos, pode ser uma boa ideia adiantar esse processo.

Todos os demais documentos citados anteriormente que não estejam em inglês ou francês precisam passar pela tradução juramentada.

É necessária a tradução juramentada para quem fizer college?

Sim, para todos os documentos que não estejam em inglês ou francês que serão enviados ao college:

  • Diploma e histórico escolar do ensino médio.
  • Caso opte por cursar pós-graduação, mestrado ou doutorado: Todos os diploma(s) e histórico(s) escolar(es) de ensino superior.

Para o visto de estudante e o de work permit para o cônjuge, se você estiver aplicando do Brasil não é necessária a tradução juramentada dos documentos para isso, já que eles serão analisados pelo consulado canadense no Brasil – que aceita documentos em português.

Há limite de idade para imigrar para o Canadá?

Não há limite máximo de idade para imigrar via processo federal, Express Entry, ou em qualquer outro.

No entanto, no caso do Express Entry, o aplicante principal perde 5 pontos por ano após os 29 anos de idade, e perde 10 pontos por ano a partir dos 40 até os 45 anos (depois disso não soma ponto por idade).

Portanto, quando o candidato passa dos 29 anos, há uma dificuldade progressiva conforme a idade em obter uma alta pontuação pelo fator idade. Por isso, dependendo do caso, deve-se compensar por outros fatores no perfil. O college (estudos) é um exemplo para melhorar a pontuação, como explicado anteriormente.

Quanto custa imigrar para o Canadá?

Depende de diversos fatores, como:

  • O processo de imigração em que irá se candidatar, pois cada um tem custos diferentes e variáveis.
  • A província para a qual o candidato pretende aplicar, já que em cada uma há custos de vida diferentes.
  • Estudos, caso opte por ir dessa forma (e estudante internacional pode pagar até quatro vezes mais caro que um residente do Canadá).
  • Quantia de dinheiro exigida pelo processo de imigração, se for o caso.

Portanto, é preciso calcular esses gastos e quais mais forem necessários. É recomendável, então, uma pesquisa para cada situação.

Por exemplo, Ontário e British Columbia são as províncias mais caras de se viver – por isso os salários mínimos delas também são um pouco maiores -, especialmente nas maiores cidades (ou mais populosas) delas: Vancouver e Toronto.

Já no caso do Express Entry há a comprovação financeira que foi esclarecida anteriormente neste guia. Um casal sem filhos, por exemplo, deve comprovar ao governo federal, para os programas de Federal Skilled Worker e Federal Skilled Trades, que possui $15,772 no momento da aplicação – conforme lista esta página.

O governo pressupõe que os valores listados para comprovação financeira são os mínimos para se viver no país por um ano. Porém, na realidade, os valores são bem inferiores àqueles que é seguro de se levar.

É recomendável que se leve dinheiro para viver por o máximo de meses que conseguir – como para 12 meses, ou um ano, como o próprio governo recomenda -, e essa quantia é geralmente muito maior que o requerido.

Para o custo de vida em si, é preciso considerar na soma os gastos com:

  • Aluguel e gastos relacionados da moradia;
  • Transporte;
  • Planos de telefone;
  • Plano de Internet;
  • Farmácia;
  • Alimentação;
  • Entre outros.

Uma boa fonte de informação desses gastos por cidade/província é o site Numbeo, que é atualizado frequentemente por contribuidores residentes dos locais. Basta selecionar a cidade sobre a qual deseja saber essa informação.

Qual a melhor província para imigrar no Canadá?

Essa é uma pergunta para a qual não há uma resposta certa, pois depende do perfil do candidato.

É preciso avaliar fatores como:

  • Estilo de vida: se a pessoa prefere um lugar mais tranquilo ou mais agitado, com mais natureza ou urbanização, etc.
  • A profissão em que trabalha, já que cada província tem demandas diferentes e tipos variados de empresas.
  • Se prefere um clima mais ameno; por exemplo, Vancouver e região é onde dificilmente neva ou atinge extremas temperaturas no inverno, como em outras cidades e províncias.
  • Entre outros fatores, a depender de cada pessoa e suas preferências.

Não podemos, então, afirmar qual é a melhor. Porém, é possível afirmar sobre quais as regiões mais buscadas pelo imigrantes, no geral. Os principais exemplos são as de Toronto (Ontário) e Vancouver (British Columbia), as quais, por coincidência ou não, são umas das mais caras de se viver e com os aluguéis mais altos do Canadá.

Qual a melhor província para imigrar no Canadá

Toronto (Ontario): uma das cidades mais escolhidas pelos imigrantes para se viver e considerada a mais “cosmopolita” do país.

(Foto: Viviam Santos)

Como se naturalizar canadense?

O conceito de naturalização no Canadá não existe como conhecemos, em tese, pois as leis de cidadania entendem qualquer cidadão como natural do país e o permitem que tenha outra nacionalidade ou cidadania – conforme explicado neste link. Portanto, no Canadá, não há essa distinção na prática. O brasileiro que vira um cidadão canadense terá automaticamente, então, dupla nacionalidade.

No entanto, quem tem direito a obter a cidadania (ou ter tal nacionalidade), de forma automática ou após passar por um processo para isso, de acordo com o Citizenship Act do Canadá (até outubro de 2019), são basicamente (com algumas exceções, dependendo do caso):

  • Pessoas que nascem em território canadense, mesmo se os pais não forem naturais do Canadá ou cidadãos.
  • Filhos biológicos de pelo menos um dos pais considerado cidadão canadense e que tenham nascido fora do Canadá.
  • Filhos adotivos nascidos fora do Canadá apenas no caso de um dos pais adotivos ter cidadania canadense.
  • Residentes permanentes que tenham vivido o período de tempo suficiente para obter cidadania, conforme a lei – caso que será explicado no próximo tópico.

Bebês nascidos após os pais obterem a cidadania canadense não se tornam, automaticamente, cidadãos. Os pais devem enviar esse pedido ao governo canadense.

Vale destacar também que quem não é cidadão canadense e se casa com outro(a) que seja, não se torna automaticamente um cidadão do país. A pessoa deve, portanto, passar pelo mesmo processo de imigração que qualquer outra. No entanto, pelo Express Entry, essa pessoa ganha pontos extras devido a esse motivo. Então, casar-se com um(a) canadense apenas pode facilitar esse processo.

Para consultar as exceções e demais regras de naturalização ou cidadania canadense, clique aqui para conferir as leis sob o Citizenship Act. As questões e respostas mais fáceis de serem entendidas podem ser acessadas neste outro link.

Quanto tempo se leva para conseguir a cidadania canadense?

O residente permanente no Canadá que tenha acima de 18 anos de idade pode se tornar um cidadão canadense após comprovar um período de tempo determinado que permaneceu residindo no país, e depois de passar por algumas provas e comprovação de proficiência no idioma (inglês ou francês). Menores de 18 anos só podem se tornar residentes se os pais fizerem esse processo de cidadania por eles.

Primeiramente, para ser elegível a ser um cidadão canadense, o residente permanente deve somar presença física no Canadá de pelo menos 1.095 dias (três anos) nos últimos cinco anos anteriores à aplicação para a cidadania.

Para quem já se tornou um residente permanente, cada dia é contado integralmente (24 horas), diferentemente do residente temporário: cada dia conta como metade de um dia (12 horas) e a soma máxima de tempo nesse tipo de residência pode ser de até 365 dias (um ano). Em outras palavras, por exemplo, um estudante que depois se tornou residente permanente pode contar metade do período no Canadá como estudante não ultrapassando de um ano.

A exceção para essa contagem de dias, no entanto, acontece quando o residente é preso ou fica em liberdade condicional (dentro dos cinco anos anteriores à aplicação da cidadania canadense). Só pode contar os dias a pessoa que cometer um crime, mas se beneficie de uma suspensão condicional do processo (“conditional discharge”), onde permanece em liberdade sem ser acusada pelo crime, caso cumpra algumas condições por um período de tempo.

Há, inclusive, uma calculadora no site do governo canadense para que o residente calcule o período de tempo em que permaneceu no Canadá nos últimos cinco anos, que indica também se é possível iniciar o processo de cidadania.

Quanto tempo se leva para conseguir a cidadania canadense

A capital do Canadá, Ottawa (Ontario), e o parlamento canadense ao fundo.

(Foto: Edna Rabago)

Outras exigências

Além do tempo de permanência no país e outras exigências, para aplicar o residente que tem de 18 a 54 anos de idade também deve:

  • Proficiência no idioma nativo: Comprovar que estudou um curso de ensino superior no idioma inglês ou francês, ou comprovar CLB 4 em inglês ou francês por meio de um exame aceito pelo governo (como o IELTS General) nas habilidades de speaking (conversação) e listening (compreensão auditiva).
  • Conhecimentos sobre o Canadá: Passar por uma prova de 20 questões onde atesta que sabe sobre o país e sua história e política, e sobre seus direitos e responsabilidades como cidadão. A pessoa deve acertar ao menos 15 questões.

As demais exigências e deveres do aplicante estão detalhadas nesta página.

Qual os benefícios de se obter cidadania canadense?

Abaixo estão as principais vantagens de ser cidadão canadense:

  1. Direito de voto municipal, provincial e federal.
  2. Trabalhar em cargos públicos, na política e em cargos federais de segurança (como na polícia).
  3. Ser júri popular em julgamentos.
  4. Poder residir fora do Canadá sem limite de tempo, sem deixar de ser canadense.
  5. Poder usar o passaporte canadense, que garante entrada em mais de 165 países sem necessidade de visto (até outubro de 2019). Dois exemplos deles são o Estados Unidos e o Japão (até 90 dias).
  6. Ter filhos em outros países e eles, ainda assim, serem cidadãos canadenses.
  7. Não ser deportado caso cometa crimes.

Canadá: um país desenvolvido relativamente fácil de se imigrar e viver

Apesar de todas as regras e processos que abordamos neste guia, o Canadá ainda está entre os países mais fáceis de se imigrar e obter cidadania. Basta se adequar ao requisitos para cada situação.

Por tudo o que o Canadá oferece, todas as exigências para se morar lá acabam valendo a pena para centenas de milhares de imigrantes anuais que o país recebe atualmente. Inclusive, devido à grande quantidade de imigrantes no país, há uma enorme multiculturalidade e maior aceitação de diferenças culturais, religiosas e étnicas – se comparado com outros países como o Brasil.

Entre outras vantagens, ainda podemos destacar: segurança, saúde pública de boa qualidade, ensino primário e secundário público que são referências, boas políticas de meio ambiente e respeito às minorias. O país, de apenas 152 anos, tem se destacado por todos esses benefícios e também por suas políticas liberais e modernas.

como imigrar para o canada 2020

Vancouver (British Columbia): outra região muito escolhida por imigrantes para se viver, com muita natureza e clima mais ameno durante o inverno.

(Foto: Adi kavazovic)

Agora, depois de ler este guia, você está mais que preparado(a) para iniciar suas próprias pesquisas sobre o país e as formas de residência que ele permite. E, quando precisar de tradução juramentada nesse processo, conte com a Fast Translation!

19 thoughts on “Como Imigrar Para o Canadá?

      1. Meu namorado e canadense ele sempre vem ao Brasil pra encontrarmos
        Eu queria saber se nos casarmos aqui no Brasil seria mas fácil pra mim conseguir o visto canadense

  1. Ola. Muito grato pelas informações, muito bem elaborado. Sei que parece utopia, mas a pergunta que não quer calar: Existe alguma forma de imigrar sem a necessidade de tantas exigências? Sem falar o inglês fluente? Tipo, uma ‘carta convite’, um acompanhante de idoso ou pessoa especial, etc.?

  2. Meu namorado e canadense ele sempre vem ao Brasil pra encontrarmos
    Eu queria saber se nos casarmos aqui no Brasil seria mas fácil pra mim conseguir o visto canadense

  3. Obrigado pelas informações, questões muito especificas mas com respostas simples e esclarecedoras, me ajudou a com duvidas importante que tinha sobre como funciona o processo de imigração. Muito obrigado!

    1. boa tarde ou boa noite, pretendo que as minhas filhas imigrem para o canada para fazer o mestrado ou tentar a vida qual o procedimento necessário sou Angolana mãe.
      sem mais aguardo encarecidamente a vossa resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *